Projetos de Extensão 2020
Atenção a Criança e Adolescentes
Início > Extensão > Projetos > Eixos Temáticos 2020 > Atenção a Criança e Adolescentes
Projetos em 2020:
ROBÓTICA EDUCACIONAL - UNIBOT

Professor Coordenador: DEMETRIO RENO MAGALHAES
Curso: Sistemas de Informação

Resumo
Este projeto propõe ao estudante o aprendizado de ferramentas necessárias para construir mecanismos e soluções em novos projetos educacionais que envolvam a aplicação prática da STEM (Science,Technology, Engineering, and Mathematics) Os alunos extensionistas desenvolverão projetos com robótica e esses conhecimentos serão compartilhados com alunos das escolas públicas de Coronel Fabriciano. Nos desenvolvimento do projeto as habilidades de programação e o raciocínio lógico matemático são desenvolvidos nos alunos.

Academia de Ginástica e Trampolim do Unileste

Professor Coordenador: RICARDO JOSE RABELO
Curso: Educação Física

Resumo
A Academia de Ginástica e Trampolins do Unileste é um projeto de extensão que atende a crianças de 6 a 14 anos, de ambos os sexos, interessados em aprender acrobacias e outras manifestações ginásticas de forma orientada, com equipamentos oficiais e ambiente adequado. Após a idade de 10 anos os ginastas já inscritos permanecem treinando, sendo o limite de 10 anos apenas para se iniciar na prática. As aulas, que acontecem no campus do Unileste de Coronel Fabriciano (Bloco Q-105) todas as segundas e sextas-feiras de manhã (com 1:30h de duração) e segundas, quartas sextas-feiras e à tarde (com 1:00h de duração), são ministradas por estudantes do curso de Educação Física sob orientação de uma técnica e supervisão docente, como forma de estágio supervisionado e/ou voluntariado, alunos extensionistas, envolvendo atividades educativas e socializadoras através das técnicas da ginástica artística, de trampolim, ginástica para todos e artes circenses. Estão previstos no projeto a participação em um evento competitivo externo, um interno e um festival artístico de ginástica por ano, como forma de estímulo ao desenvolvimento das técnicas específicas das modalidades ginásticas por parte dos jovens ginastas e também para maior interação com a comunidade externa. Esse projeto oferece ainda ações pontuais multidisciplinares dentro de outros projetos de extensão do Unileste, ampliando o leque de experiências educativas vivenciadas pelos ginastas e pelos estudantes participantes.

Brinquedoteca

Professor Coordenador: STELA MARIS BRETAS SOUZA
Curso: Pedagogia

Resumo
Este projeto busca constituir-se num espaço permanente de estudos e práticas investigativas e desenvolvimento de projetos com caráter integrador/interdisciplinar. Promove a formação continuada de professores e alunos extensionistas, proporcionando práticas educativas e psicopedagógicas para que as crianças possam se desenvolver em diversos aspectos, ou seja, cognitivamente, socialmente e afetivamente. As atividades, agendadas previamente, são desenvolvidas por meio de oficinas, jogos, brincadeiras e minicursos. Esse projeto tem apoiado diversos eventos dos quais a instituição participa, dentre eles o Empreender Social e o Dia do Voluntariado e, ainda,por solicitação, em campanhas municipais. Esse projeto, em seu formato, busca ações interdisciplinares com outros projetos de extensão da instituição. Este projeto está organizado ainda, para ser referência de apoio a diversos órgãos da comunidade, quer seja em consultoria na estruturação de brinquedotecas, quer no desenvolvimento de cursos sobre o brincar.

Conscientizar para erradicar - Ações para combate da violência sexual de crianças e adolescentes no Vale do Aço

Professor Coordenador: MARUZA CRUZ PINTO LIMA
Curso: Direito

Resumo
Entre 2011 e 2017, o Brasil teve um aumento de 83% nas notificações gerais de violências sexuais contra crianças e adolescentes, segundo boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde. No período foram notificados 184.524 casos de violência sexual, sendo 58.037 (31,5%) contra crianças e 83.068 (45,0%) contra adolescentes. A maioria das ocorrências, tanto com crianças quanto com adolescentes, ocorreu dentro de casa e os agressores são pessoas do convívio das vítimas, geralmente familiares. O estudo também mostra que a maioria das violências é praticada mais de uma vez. Dentre os números, chama atenção a vulnerabilidade dos mais jovens. Entre as crianças, o maior número de casos de violência sexual acontece com crianças entre 1 e 5 anos (51,2%). Já entre os adolescentes, com os jovens entre 10 e 14 anos (67,8%). Segundo o boletim do Ministério da Saúde, é necessário problematizar a situação, já que a violência pode ser reflexo de uma cultura do machismo. Assim, visa-se conscientizar e disseminar entre estudantes de escolas públicas da região do Vale do Aço sobre a importância de se falar sobre essa violência que, sofrida pela criança ou pelo adolescente, poderá gerar graves consequências no comportamento e desenvolvimento desses sujeitos ainda em formação.

Educação, Mídias e Rede de Conhecimentos na Educação

Professor Coordenador: MARIA APARECIDA DE FARIA GOMES
Curso: Pedagogia

Resumo
O projeto de extensão “Mídias e Rede de Conhecimentos na Educação” apresenta-se como proposta de efetiva articulação com o ensino, uma vez que os resultados da aprendizagem da disciplina Mídias Educação, Mídias e Rede de Conhecimentos e do Projeto Integrador do 5º período do curso se constituem na elaboração de ambientes informatizados de aprendizagem. O referido projeto integra princípios e estratégias que permitem articulação entre as disciplinas: Alfabetização e Letramento; Metodologia do Ensino – Ciências; Metodologia do Ensino – Geografia ao longo do primeiro semestre/2020 do 5º período do curso de Pedagogia, bem como com as disciplinas Metodologia de Ensino – História; Metodologia de Ensino - Arte e Educação; História e Cultura Afro-brasileira e Indígena e Projeto Integrador do 7º período ao longo do segundo semestre de 2020. Trata-se da elaboração de ambientes informatizados de geografia, língua portuguesa ou ciências, a partir de problemas reais de aprendizagem de estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental. Os ambientes serão, também, aplicados e avaliados, durante atividades de extensão além da aplicação de oficinas para professores da Educação Básica da rede pública do Vale do Aço. Estima-se, também, articular atividades do projeto com pesquisa como já feito em anos anteriores - 2017 e 2018.

Formação Continuada para Professoras/es da Educação Infantil

Professor Coordenador: TEREZA CRISTINA MONTEIRO COTA
Curso: Pedagogia

Resumo
O Projeto Formação Continuada para Professoras/es da Educação Infantil visa fortalecer as práticas de cuidado e educação nas instituições de educação infantil, por meio da formação continuada de profissionais que atuam em creches e pré-escolas, em cidades próximas ao Unileste. Também, visa a formação de estudantes do Curso de Pedagogia, Psicologia e Arquitetura e Urbanismo. A proposta se consolida a partir da realização de oficinas, minicursos e seminários temáticos para professoras/es da educação infantil. Para isso, conta a participação de uma docente do curso de Pedagogia e uma professora do curso de Psicologia, vinculada a projetos que atuam na linha do Desenvolvimento Humano. Além disso, agrega alunos e alunas do curso de Arquitetura, no que se refere à discussão da organização do espaço pedagógico das creches.

Luz, câmera, escola, ação!

Professor Coordenador: ALEXANDRE GUERRA FABRI
Curso: Comunicação Social - Jornalismo

Resumo
Serão escolhidas entre 1 a 2 escolas de ensino médio, que queiram receber o projeto, que tenham uma turma de 3º ano (formandos) igual ou superior a 40 alunos e que possam partilhar a infraestrutura. A Escola John Wesley recebeu o projeto nos anos de 2017 e 18. O Colégio Angélica já sinalizou querer receber o projeto, também. Essas turmas receberão visitas de alunos e professores dos cursos de Comunicação que irão debater assuntos sociais, tais como o uso de entorpecentes, a gravidez indesejada ou a ação de bullying. Os alunos dessas escolas serão capacitados para produzir um filme de curta metragem, com, no máximo três minutos de duração, discutindo o tema proposto. Esses alunos também receberão noções técnicas, tais como instrumentalização de construção de roteiro, direção de cena e produção dos vídeos, via disciplina do curso de Comunicação. Nosso projeto escolherá dois roteiros por escola e dará condições aos alunos do ensino médio de, através da metodologia ativa, orientada pelos alunos dos cursos de Comunicação. Ao final de 6 encontros, cada escola terá produzido dois filmes de curta metragem sobre um tema social, feito por alunos da própria escola. Os componentes do projeto escolherão um filme como vencedor da etapa. O mesmo modelo será aplicado em duas escolas, somando 4 filmes ao ano, que serão usados nas redes sociais e projetos de pesquisas. Entende-se que, dessa forma, os jovens terão debatido e refletido profundamente sobre o tema.

Psicologia e Educação: intervenção e pesquisa

Professor Coordenador: REGINA LUCIA DE SOUZA
Curso: Psicologia

Resumo
O presente Projeto de Extensão: “Psicologia e Educação – intervenção e pesquisa” pretende realizar uma interface com contextos de educação infantil em articulação com o Projeto Formação Continuada para Professoras/es da Educação infantil. Esta ação extensionista será realizada instituições de educação infantil públicas e/ou conveniadas, situadas nas cidades próximas ao Unileste. Visa oferecer formação continuada em desenvolvimento infantil a profissionais que atuam em creches e pré-escolas por meio realização de oficinas, minicursos e seminários temáticos para professoras/es da educação infantil. Articula-se também com o Estágio Específico em Psicologia Escolar Institucional e com o Projeto Integrador e Curricularização da Extensão do 1º período de Psicologia que tem como temática “Processos Psicológicos e Aprendizagem na Infância”.

Treinamento de cães Terapeutas e sua Atuação na Fisioterapia

Professor Coordenador: MARIA CLAUDIA MARTINS GUERRA MIRANDA
Curso: Medicina Veterinária

Resumo
A Terapia Assistida por Animais (TAA), tem o objetivo de promover o desenvolvimento físico, psíquico, cognitivo e social dos pacientes. Para isso necessita de cães extremamente calmos, submissos e de temperamento alegre e social. Por isso deve haver uma rigorosa seleção e treinamento dos cães que irão desenvolver essa atividade. A TAA não é uma prática que substitui terapias e tratamentos convencionais, mas um complemento, uma nova linha de pesquisa em atenção à diversidade, para melhorar a qualidade de vida de pessoas comumente ignoradas pela sociedade. A Terapia Assistida por Animais (TAA) exige que haja um acompanhamento de diversos profissionais da área da saúde que irão utilizar os animais como parte de um tratamento. A TAA é dirigida e desenhada pra promover a saúde física, social, emocional e/ou funções cognitivas. É um processo terapêutico formal com procedimentos e metodologia, amplamente documentada, planejada, tabulado, medido e seus resultados avaliados. Pode ser desenvolvida em grupo ou de forma individual. A fisioterapia assistida por Cães consiste na introdução do animal no processo de tratamento individual ou em grupo. E mostra-se como um bom instrumento terapêutico a ser trabalhado de forma adjuvante em diversas populações. Ao utilizar o cão como facilitador, é possível trabalhar todos os aspectos que englobam um indivíduo por meio de objetivos bem estabelecidos e atividades direcionadas.

Vamos fazer um corre? As escolhas do ser adolescentes e as possibilidades e saídas da criminalidade.

Professor Coordenador: SHYRLLEEN CHRISTIENY ASSUNCAO ALVES
Curso: Psicologia

Resumo
A adolescência caracteriza-se como um período de transformações e emoções intensas, destacando-se o processo de crise de identidade na qual realizam questionamentos relativos aos valores existentes, às escolhas que devem fazer a fim de alcançar seu lugar na sociedade. Adolescente autor de ato infracional, refere-se aqueles que cometeram atos infracionais e estão aguardando a sentença judicial ou já tiveram a determinação prescrita. O Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8069, de 1990) define como ato infracional a contravenção penal praticada por um adolescente, ou seja, pessoa entre 12 e 18 anos. As ações estratégicas propostas deste projeto objetivam promover a realização de práticas voltadas à mobilização do protagonismo destes adolescentes por meio de intervenções em grupos através das oficinas de dinâmica de grupo, que oferecem um espaço de reflexão em relação a sua própria história a fim de assumir a responsabilidade dos seus atos (Baleeiro, 1999), assim como possibilitar transformações pessoais e sociais na formação pessoal e da cidadania entre os adolescentes. Busca-se contribuir na formação humana de cada um, pois a troca de ideias possibilita a reflexão individual e coletiva, internalização de valores e opiniões abordados no grupo. A Psicologia ao abrir esse espaço propiciará um ambiente de acolhimento e confiança entre os adolescentes para serem compreendidos e se compreenderem no modo de ser diante à sociedade e suas possibilidades e saídas da criminalidade.




© 2020 UNILESTE - Todos os direitos reservados

Campus Coronel Fabriciano: Av. Tancredo Neves, 3500, B. Universitário, 35170-056 - (31) 3846-5500
Campus Ipatinga: Rua Bárbara Heliodora, 725, Bom Retiro, 35160-215 - (31) 3846-5500