Projeto Educar para incluir reúne educadores para minicursos sobre alfabetização
Publicado em 08/12/2017

Nesta quarta-feira (6), o Projeto de Extensão Educar para incluir, desenvolvido pelo curso de Pedagogia do Unileste, ofertou oficinas voltadas para a inclusão na educação infantil e básica aos educadores da rede pública de Coronel Fabriciano. A tarde contou com a oficina de Alfabetização, ministrada pela coordenadora do curso de Pedagogia, Tereza Cristina Cota, e Tecnologia assistiva, apresentada pela professora Maria Aparecida Gomes.

Para a professora, o educador precisa achar meios para incentivar o aluno. “Trazer propostas diferentes para estimular o conhecimento e dar chances para que a criança possa aprender, dentro do tempo e da individualidade dela”, pontua. Tereza Cristina mostrou abordagens e metodologias ativas e de protagonismo da criança no aprendizado, principalmente com relação à leitura e a escrita.

Para Cláudia Dias, monitora de apoio na educação infantil e básica, as oficinas promovidas pelo projeto irão contribuir para a prática em sala de aula com os alunos. “É uma porta que se abriu para a gente. É muito importante a qualificação dos professores e monitores, pois às vezes chegamos despreparados para incluir a crianças que apresenta alguma doença crônica ou algum tipo de deficiência. Temos que procurar ferramentas para trabalhar com os nossos alunos de maneira lúdica. Eles precisam ser estimulados”, comenta.

O Projeto tem apresentado minicursos de alfabetização deste o início do ano letivo de 2017.  Ao longo do ano foram desenvolvidos encontros para discussão também sobre o ensino de ciências e tecnologias para promoção da formação continuada aos professores em prol da inclusão de alunos com deficiência ou doenças na educação regular.

O Projeto

O projeto de extensão em rede envolve docentes de diferentes áreas do conhecimento, com o propósito de potencializar a educação inclusiva tanto na rede pública da educação básica do Vale do Aço como no Unileste. Educar para incluir tem por objetivo oferecer oficinas para os professores da rede pública no sentido de construir material pedagógico inclusivo, elaborar propostas pedagógicas colaborativas e inclusivas referentes à alfabetização, letramento, matemática, ciências, biologia, história, geografia e química. Nesse sentido, se preocupa em oferecer também, oficinas para os alunos com deficiência, graduandos do Unileste, com conteúdos de interesse. O projeto conta com a participação das professoras do Centro Universitário, Tereza Cristina, Maria Aparecida Gomes e Isabela Crespo Caldeira.


© 2020 UNILESTE - Todos os direitos reservados

Campus Coronel Fabriciano: Av. Tancredo Neves, 3500, B. Universitário, 35170-056 - (31) 3846-5500
Campus Ipatinga: Rua Bárbara Heliodora, 725, Bom Retiro, 35160-215 - (31) 3846-5500