Unileste realiza capacitações no Dia do Engenheiro Ambiental
Publicado em 28/01/2019

No Brasil, o dia do Engenheiro Ambiental é comemorado no próximo dia 31. Considerando que as novas tecnologias implantadas em processos e equipamentos trouxeram significativas alterações como a degradação dos recursos naturais e incremento do número de acidentes do trabalho afetando fortemente o componente humano, a atuação desse profissional é importante para assegurar o desenvolvimento do país utilizando a eco eficiência, promovendo a redução dos impactos ambientais e de consumo de recursos naturais.

Os engenheiros ambientais executam suas atividades em equipes multidisciplinares que incluem a integração de engenheiros ambientais e de segurança do trabalho  para concepção e implementação dos programas de gerenciamento de riscos.

Com essa perspectiva, estudantes e docentes dos cursos de Engenharia Sanitária e Ambiental e de Engenharia de Segurança do Trabalho do Unileste realizarão capacitação profissional para internos da Clínica Terapêutica Esperança, no Bairro Petrópolis em Timóteo. A atividade acontecerá no dia 2 de fevereiro e visa contribuir para o perfil de empregabilidade dos assistidos, colaborando com a formação do indivíduo e fornecendo o domínio profissional necessário para atender as novas necessidades e dinâmicas dos mercados de trabalho.

O coordenador do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental do Unileste, Fabrício Moura, relata que a capacitação foi estruturada atendendo a responsabilidade social corporativa da Instituição com ações direcionadas para promoção da educação, meio-ambiente e saúde. “A dependência química tornou-se um grave problema social e de saúde pública para o país. Desse modo, colaborar com o processo de ressocialização dos assistidos dessa clínica com o desenvolvimento de atividades de formação representa uma oportunidade para contribuir com a saúde mental, segurança do trabalho e proteção em relação às condições do meio ambiente”, comenta o coordenador.

A coordenadora da pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho, Marluce Teixeira Andrade Queiroz, considera que a proposta é contribuir com a educação profissional atendendo exigências mercadológicas atuais. “Especificamente, serão tratados os riscos e as medidas protetivas aplicáveis em atividades laborais com exposição à carga solar, praticadas por vendedores ambulantes, carteiros, garis, coletores de lixo e pedreiros, por exemplo. Por isso, a participação do interno agrega mais qualificações e experiências ao seu currículo, desse modo, contribuindo para sua reinserção no universo profissional”, afirma a docente.

A graduanda do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental, Fernanda Ramos Ferreira, atua como instrutora abordando aspectos inerentes à proteção do meio ambiente com uma visão holística estabelecendo relação com as atividades laborais. “A sociedade moderna ainda utiliza amplamente Substâncias Destruidoras da Camada de Ozônio (SDOs), o que intensifica o risco em relação à radiação ultravioleta para os profissionais que realizam as atividades a céu aberto. É importante destacar para os internos que ao reingressarem no mercado de trabalho devem utilizar vestimenta de manga longa, boné, protetor solar, hidratar, dentre outras ações, para evitar o risco de adoecimento”, finaliza a discente.

 


© 2018 UNILESTE - Todos os direitos reservados

Campus Coronel Fabriciano: Av. Tancredo Neves, 3500, B. Universitário, 35170-056 - (31) 3846-5500
Campus Ipatinga: Rua Bárbara Heliodora, 725, Bom Retiro, 35160-215 - (31) 3846-5500