Roda de conversa fecha Setembro Amarelo com o tema "O silêncio que mata"
Publicado em 04/10/2019

Na última segunda-feira (30), o projeto de extensão Grupo reflexivo para autores de violência contra mulheres realizou a roda de conversa “O silêncio que mata: suicídio entre homens”, na Sala de Inovação. A programação, organizada pelos cursos de Direito e Psicologia do Unileste, contou com a participação de professores e estudantes universitários dos cursos.

Encerrando o mês de prevenção ao suicídio, o objetivo da roda foi oportunizar a discussão acerca de uma realidade alarmante: no mundo, o suicídio é a segunda maior causa de mortes entre jovens de 15 a 29 anos de idade e, no Brasil, é a terceira maior causa de morte entre homens nessa mesma faixa etária. Entre 2011 e 2016, a mortalidade de homens por suicídio foi 3,6 vezes maior do que de mulheres, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde.

A ação apresentou dados da literatura, que trazem à tona como causa desse cenário: a dificuldade dos homens expressarem seus sentimentos, fruto de uma educação/cultura. De acordo com o coordenador do projeto, professor Antônio Honório, “oportunizar espaços para que os homens possam falar de si, em um ambiente acolhedor e respeitoso, tem sido uma estratégia disseminada em diversas partes do mundo e particularmente no Brasil, nos últimos cinco anos”, aponta.

A roda de conversa, aberta a toda comunidade, contou com a participação de 64 pessoas, com a presença de 16 homens, “os quais apresentaram os seus relatos pessoais, contribuindo significativamente para o alcance do objetivo a que se propôs essa roda de conversa”, finaliza o professor.


© 2019 UNILESTE - Todos os direitos reservados

Campus Coronel Fabriciano: Av. Tancredo Neves, 3500, B. Universitário, 35170-056 - (31) 3846-5500
Campus Ipatinga: Rua Bárbara Heliodora, 725, Bom Retiro, 35160-215 - (31) 3846-5500